Porfíria - A Doença Dos Vampiros

porfiria

Porfírias são um grupo de doenças que afetam a formação do sangue. O nome vem do grego "porphura", que significa "pigmento roxo". A doença recebeu esse nome por causa da coloração roxa dos fluidos corporais dos pacientes. A doença é utilizada para explicar a origem dos mitos dos vampiros e lobisomens, devido às similaridades entre os sinais e sintomas da doença com o folclore. Na foto ao lado, vemos um paciente de porfíria de Günther em estágio avançado.


A porfíria de Günther faz parte das grupo das porfirias agudas: de origem hepática, atacam principalmente o sistema nervoso central, causando dor abdominal, vômitos, neuropatia aguda, convulsões e distúrbios mentais, incluindo alucinações, depressão, paranóia e ansiedade. As porfírias deste grupo seriam as "responsáveis" pelo surgimento do mito dos vampiros.

Como na antiguidade era comum utilizar-se o sangue de animais no tratamento de algumas anemias, não seria de se estranhar que, levados pelo desespero, vítimas de porfírias chegassem a ingerir sangue humano na tentativa de substituir seu próprio sangue anêmico. Porém, este tipo de atitude não seria capaz de resolver grandes coisas: as enzimas que o paciente necessita são destruídas pela acidez do estômago.

As porfírias são doenças hereditárias e não possuem uma cura conhecida. Tudo o que a medicina consegue fazer hoje pelos portadores deste tipo de doença é controlar os sintomas.

Existe ainda um outro grupo, as porfírias cutâneas: apresentam problemas de pele, geralmente erupções de bolhas sensíveis à luz solar e crescimento aumentado de pêlos. O aumento desenfreado dos pêlos no caso das porfírias cutâneas são consideradas por muitos como a origem do mito dos lobisomens. Mas isto já é assunto para um novo post.

Um BIG abraço e até a próxima.




Ver original.

1 comentários: